Comprando Online: Como Começar

| por

Me conta se você morre de preguiça de vendedora chata, fila gigantesca e provador lotado? Porque eu morro!
E foi por estas e outras que uns bons anos atrás eu comecei a comprar online.
Minha trajetória de #onlineshopping se iniciou lá por meados de 2008, quando nossas opções não eram tão vastas. Mesmo assim, dei uma chance ao comércio virtual e hoje compro praticamente tudo pela internet. E é sério, minha gente, vocês não tem ideia de quanto tempo eu economizo com isso.
Sei que ainda tem muita gente que morre de medo de passar o cartão na internet, e foi pensando nisso, que eu reuni toda a minha experiência neste post aqui.
Espero poder ajudar, vamos comigo? ;)

O SITE
Para começar, é fundamental verificar se você está comprando em um site seguro. Verifique as redes sociais da marca, como o facebook e o instagram e cheque se há reclamações de clientes. Lembre-se de que tão importante quanto as reclamações, é a forma como a loja lidou com elas. Eles ajudaram o cliente a resolver o problema ou simplesmente ignoraram? Nós sabemos que shit happens problemas acontecem, mas se a loja prestou assistência e consertou o erro, acredite, é um estabelecimento confiável.
Ainda, existem sites como o Reclame Aqui, onde os consumidores expões suas queixas e insatisfações com lojas online. Checar se o site escolhido para sua compra tem registro lá, deve pesar muito na sua decisão final.

co 4

AS MEDIDAS
Eu tenho um truque que sempre funciona: pegue uma peça de roupa que você já tem, cuja modelagem seja parecida com a que pretende comprar e compare. Meça as peças que já estão no seu armário e não tenha medo de fazer suas compras com uma fita métrica ao lado do computador. Isso pode fazer toda diferença, já que no Brasil não temos um padrão exato e você pode usar manequim 38 de determinada marca, e 40 de outra.
Olhar o caimento da peça na modelo da foto é uma dica valiosa. Também vale ficar de olho nas diferenças entre o seu corpo e o dela. Ela pode ficar incrível com aquela blusa porque tem pouco peito, mas se você tiver bastante, a peça não vai cair tão bem.
Alguns sites vão além e colocam as medidas da modelo na própria descrição e isso é ótimo pra gente comparar.
E mais, sempre desconfie quando a loja não apresentar foto da peça no corpo!

co 1

OS PREÇOS
Assim como nas lojas físicas, os preços podem variar muito de um site para o outro. Por esta razão, dê uma olhadinha nas diversas opções que você tem pela internet e compare mesmo!
Outro ponto que vale lembrar, é que uma promoção pode surgir de um dia para o outro, principalmente se estivermos em mudança de estação. Então, se você pensar melhor e esperar um pouquinho antes de comprar, seu bolso vai agradecer.

co 3

A TROCA
Todo e-commerce deve ter um página explicando direitinho sua política de troca e devolução, se não tiver, dê meia volta pode fechar a aba e ir para outra loja.
Também vale lembrar que, segundo o código de defesa do consumidor, você tem 7 dias após a entrega para se arrepender da compra sem precisar explicar o motivo. Então não se preocupe, a lei está a seu favor!
Ter que ir até o correio caso deseje efetuar a troca é a parte chatinha do processo, por isso pensar bem e analisar todos os detalhes do produto antes da compra, é bem importante para economizar seu precioso tempinho.

co 2

Outras diquinhas preciosas:
1- Se tiver qualquer dúvida sobre um produto, não exite em mandar e-mail ou acessar o chat online da loja afim de obter as informações de que necessita para fechar o seu pedido.
2- Comprar de marcas que você já comprou em lojas físicas e conhece bem a modelagem, vai te ajudar a não errar no tamanho.
3- Desconfie de sites que apresentam um prazo de entrega muito longo. O produto provavelmente não existe a pronta-entrega e o vendedor só vai encomendar depois do seu pagamento.
4- Se a loja não for um portal grande e não apresentar um meio de pagamento próprio, não se preocupe. Plataformas como PagSeguro, Moip e PayPal são extremamente confiáveis e possuem um bom sistema de proteção ao comprador.
5- Se ainda não estiver segura o suficiente para comprar roupas, comece pelos sapatos e acessórios. O risco de errar é bem menor.

Em tempo! Todas as imagens meramente ilustrativas são de sites que eu gosto, compro, e confio Por isso não me importo nenhum pouquinho em fazer propaganda gratuita ;)

POR

"Arquiteta de formação, fashionista de coração. Viciada em moda e cultura pop."

Deixe seu comentário